Aricanduva sedia Reunião da Comissão Intergestora Regional (CIR) e Comissão Intergestora Regional Ampliada (CIRA), CISAJE e COSEMS.

No dia 13 de agosto de 2019 pela primeira vez, o município de Aricanduva teve o prazer de sediar as reuniões das comissões intergestoras com o objetivo de fortalecimento e aprimoramento da gestão em saúde.
Na ocasião, se fizeram presentes a Secretaria Municipal de Assistência Social e do Gabinete, que prestaram apoio aos gestores de saúde.
A Secretaria Municipal de Saúde, gostaria de externar um agradecimento especial ao Edilson (Neguinho) que se fez presente e abrilhantou a reunião.
Por mais, a administração gostaria de externar um agradecimento as Comissões Intergestoras e demais órgãos pela oportunidade de sediar a reunião, por sua vez tão importante e necessária para o progresso da saúde!
ADM 2017/2020.

Workshop da etapa 01 do Projeto “Saúde em Rede”.

Nos dias 13 e 14 de agosto foi realizado no município o workshop da etapa 01 do Projeto “Saúde em Rede”. Projeto do Governo Estadual em parceria com Ministério da Saúde e Hospital Albert Einstein, que tem como objetivo principal a qualificação dos profissionais da Atenção Primária à Saúde e Atenção Ambulatorial Especializada, de forma a favorecer a organização do serviço com foco nas necessidades dos usuários. O projeto será executado até dezembro de 2020 e estão previstos para acontecer mais cinco workshops até junho do ano seguinte. Os encontros são conduzidos por facilitadores do Estado, em Aricanduva os facilitadores são Ana Luísa Pinheiro de Souza e Flamorion Alves Fonseca, da Regional de Teófilo Otoni.
A Secretaria municipal de saúde, Ivanilde Alves de Souza, está motivada com o projeto e não tem poupado esforços para uma boa condução do mesmo no município de Aricanduva.

Capacitação dos Agentes Comunitários de Saúde de Julho!

A Secretaria de Saúde iniciou recentemente uma agenda de Educação Permanente e avalia que esta é uma estratégia fundamental para qualificação da atenção à saúde. Durante a capacitação destinada aos Agentes Comunitários de Saúde realizada no mês Julho, eles relataram quanto a importância do momento para a qualificação do seu processo de trabalho e da necessidade de continuidade desse processo. Na oportunidade, apresentaram temas relativos ao cotidiano de trabalho para outras capacitações. A Secretaria Municipal de Saúde entende que capacitar os profissionais de saúde é também uma forma de qualificar a assistência a população.
ADM 2017/2020

SAÚDE EM REDE – Aricanduva adere ao Projeto e inicia suas ações no município.

No dia 01 de agosto, a coordenadora da Atenção Primária à Saúde e tutora Jacqueline Tolentino apresentou às Equipes de Saúde e profissionais da Secretaria Municipal de Saúde; o Projeto “Saúde em Rede”.
O “Saúde em Rede” que será executado pelos municípios da macrorregião do Jequitinhonha até dezembro de 2020, é um projeto do Governo Estadual em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e a Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Hospital Albert Einstein. O mesmo tem como principal objetivo aprimorar a competência das equipes para o planejamento e organização da atenção à saúde com foco nas necessidades dos usuários sob sua responsabilidade, baseando-se no Modelo de Atenção às Condições Crônicas.
O referido projeto acontece por meio de etapa preparatória (planejamento e formação) e seis etapas operacionais (execução), com ciclos de workshops e oficinas tutoriais, etapa controle e cursos curtos. Os workshops são momentos de alinhamento teórico, que abordam os conceitos centrais do programa por meio de trabalhos com grupo, estudos dirigidos, leitura de textos de apoio, debate, entre outras ferramentas, será ministrado por um facilitador (profissional designado pelo Estado para este fim). As oficinas tutoriais serão momentos mais práticos, de apoio e reflexão junto com os profissionais a respeito do processo de trabalho na Unidade de Saúde, ajudando-os nas identificações de fragilidades do serviço e nas ações corretivas necessárias.
A participação do município de Aricanduva no programa é de suma importância, principalmente, para os usuários dos serviços de saúde, uma vez, que este contribuirá para a organização do processo de trabalho, alinhamento e integração da rede de atenção à saúde primária e especializada, propiciando assim, melhoria no acesso e maior resolutividade dos problemas de saúde local e regional.
ADM: 2017/2020

Educação em Saúde

A educação em saúde é entendida como um conjunto de atividades capaz de influenciar nos comportamentos, assim, modificar culturas, atitudes e comportamentos. Pode ser vista como alternativa para promover e estimular a adesão a novos hábitos promotores de qualidade de vida.

Diversos assuntos de interesse da população podem ser trabalhados em educação em saúde, em grupos ou individualmente, como: prática de atividade física, alimentação saudável, tabagismo, cultura de paz, dentre outros. Para isso é fundamental a adesão da população a oferta de educação em saúde junto as Equipes de Saúde. Participem!

PROGRAMA DE CONTROLE AO TABAGISMO.

Você conhece os riscos que o tabagismo pode causar na sua vida?

O consumo do tabaco é o principal fator de risco para o desenvolvimento de câncer de pulmão e importante fator de risco para doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), tuberculose, dentre outras enfermidades pulmonares.

Além disso, a exposição ao tabagismo passivo (ou seja, a exposição involuntária à fumaça do tabaco), em curto período, pode acarretar reações alérgicas — rinite, tosse, conjuntivite, exacerbação de asma. Em adultos expostos por longos períodos, o tabagismo passivo pode levar ao infarto agudo do miocárdio, câncer do pulmão e doença pulmonar obstrutiva crônica (enfisema pulmonar e bronquite crônica). Em crianças, a exposição passiva aumenta o número de infecções respiratórias. Bebês expostos ainda no útero às toxinas da fumaça do tabaco — por meio do tabagismo materno ou da exposição materna ao fumo passivo — frequentemente experimentam redução do crescimento e da função pulmonar. ( fonte: https://www.inca.gov.br)

Saiba como parar de fumar!

O município de Aricanduva vem ofertando o tratamento e apoio aos fumantes através de grupos semanais. Se você é fumante e tem interesse em participar? Procure sua equipe de saúde, faça uma avaliação e participe!

Educação Permanente em Saúde

A Educação Permanente em Saúde (EPS) é uma estratégia político pedagógica que visa qualificar os profissionais de saúde para o atendimento aos problemas e necessidades que surgem no cotidiano do processo de trabalho, seja na gestão, na atenção a saúde e na participação social. Contribui para melhoria do acesso, da qualidade da assistência de maneira humanizada.

Uma agenda de educação permanente vem sendo implementada no município visando otimizar os processo de trabalho e qualificar equipe de saúde para melhor assistência aos usuários.

Farmácia Básica

Para melhor atendimento ao público a farmácia básica recebe pintura e equipamentos novos, garantindo assim melhores acomodações aos trabalhadores e usuários.

Vigilância em Saúde

A vigilância em saúde desenvolve ações que proporcionam o conhecimento e detecção ou prevenção de qualquer mudança nos fatores determinantes e condicionantes de saúde individual ou coletiva, com a finalidade de recomendar e adotar as medidas de prevenção e controle das doenças ou agravos. A vigilância em saúde composta por diversas áreas temáticas: ambiental, saúde do trabalhador, epidemiológica, situação em saúde, sanitária.

Conheça as ações de vigilância, prevenção e controle de doenças transmissíveis, verificação de fatores de risco para o desenvolvimento de doenças crônicas não transmissíveis, saúde ambiental e do trabalhador em nosso município.

Para o monitoramento das ações de vigilância em saúde, são realizadas quadrimestralmente avaliação pela Superintendência regional de Saúde de Diamantina in–loco. Conheça os resultados!